A EMPRESA

Nossa História

Baía Madeiras Renováveis

Década de 60

O Início

casal fundadorSadi João Romani e sua esposa Silvana Maria Weiss Romani iniciam os trabalhos com uma pequena unidade de serraria, desdobrando madeira de Imbuia (Octotea Porosa).

Fundada em 1962, originou-se como a maioria das empresas localizadas no sul Brasil, com raízes profundamente atreladas ao extrativismo vegetal. Na época a principal atividade econômica foi à transformação das toras de Imbuia em tábuas, as quais se constituíam numa das principais matérias-primas para a fabricação de aberturas e móveis de alto padrão no Brasil.

A Baía diferenciou-se por optar pela industrialização da Imbuia enquanto as demais empresas de base florestal, no mesmo período, exploravam à exaustão o pinheiro araucária.

Década de 70

Sustentabilidade desde o princípio

O profundo respeito ao meio ambiente, atualmente comentado e difundido pelos mais diversos meios de comunicação ao redor do globo, fazem parte da história da empresa. Graças a esta preocupação constante em preservar os recursos naturais, a Baia mantém florestas próprias de essências exóticas, como o pinus e o eucalipto, plantadas a partir da década de 70.

Neste período, a madeira nativa, a exemplo da araucária e imbuia, era abundante e as leis ambientais pouco restringiam sua exploração, fato que demonstra a exploração consciente dos recursos ambientais pela Baia.

Década de 70

Início da industrialização

Sempre focada nas tendências do mercado no Brasil e no exterior, a Baia no final da década de 70, passou a fabricar esquadrias e portas compensadas objetivando atender as novas necessidades de sua carteira de clientes.

Tal atitude possibilitou agregar maior valor a seus produtos industrializados, assim como conquistar novos clientes através da ampliação de seu mix de produtos.

Década de 80

Expansão da indústria

Na década de 80, com a expansão da indústria e a boa receptividade dos produtos pelo mercado, previu-se a necessidade de ampliar o volume de áreas reflorestadas, em virtude do enrijecimento das leis ambientais para exploração de madeira nativa e do crescimento futuro projetado para a indústria. A partir de então intensificaram-se as atividades de manejo sustentável em florestas próprias de pinus.

Década de 90

A conquista de mercados externos

A Baía alicerçada por estrutura florestal própria e uma unidade fabril moderna e bem aparelhada, possibilitaram à empresa figurar no mercado internacional. 

A entrada no mercado internacional e a adoção de tecnologia europeia para trabalhar peças de madeira maciça, oportunizaram a Baía abandonar o uso de madeiras nativas não renováveis, como fonte de matéria-prima industrial, passando a usar apenas madeiras renováveis, resultantes dos manejos sustentáveis de suas fazendas florestais.

Anos 2000

Parcerias de negócios

Através de um planejamento estratégico da empresa e em função dos excedentes florestais acumulados nos períodos anteriores a fundação, a empresa elencou como alternativa à alteração do seu modelo de negócios. 

Atentos às tendências de mercado, a baía busca neste novo momento de sua história, um modelo de cooperação em seus negócios. Inspirados pela uberização e terceirização, buscamos parcerias para o consumo dos ativos florestais e industrialização dos próprios. Para isso disponibilizamos de um amplo parque industrial, com florestas localizadas em um raio de 25 KM, e logística adequada.

Olhamos para o futuro esperançosos e ávidos pela expansão econômica nacional e internacional, preparados para receber e apoiar as empresas associadas a nossa corporação.

  • Image 1

Nada resiste a um bomTRABALHO.

BAÍA Pinus Wood®

Empresa especializada no cultivo de pinus, produzindo toras de qualidade para o mercado madeireiro regional

Contatos

Br 282, Km 463, CEP 89683-000
Ponte Serrada - Santa Catarina
whats(49) 3435-0900

faceSiga-nos no facebook
baia@baianet.com.br

Idiomas

ptenes
© 2020 Baía Madeiras Renováveis. Todos os Direitos Reservados. Design 3DW Design e Web